Triagem Cardiovascular Avançada completa três anos

Local auxilia no atendimento ágil de pacientes, lembra Dr. Cristiano Jaeger

Novembro marca uma data importante para o Hospital Mãe de Deus. Após inúmeros pacientes atendidos e diversos desafios enfrentados, a Triagem Cardiovascular Avançada da Emergência do Hospital comemora três anos desde sua concepção, em 2017.

“A Triagem Cardiovascular Avançada é a principal ‘porta de entrada’ do paciente cardiológico no Hospital”, explica o gestor do Serviço de Cardiologia do Hospital Mãe de Deus, Dr. Cristiano Jaeger.

“As emergências cardiológicas respondem pelos mais significativos casos de um pronto atendimento, e os que necessitam de maior urgência. São as doenças que mais matam no mundo e o fazem de maneira súbita. Por isso a necessidade de termos um atendimento ágil, que só é possível com a nossa presença nesse setor”, completou.

Ao longo de três anos de funcionamento, a Triagem Cardiovascular Avançada trouxe a presença de um médico cardiologista na emergência 24h por dia, sete dias por semana, algo inédito em um hospital geral em Porto Alegre, e raro em instituições médicas mundo afora – com exceção das exclusivamente cardiológicas.

A iniciativa de criar um setor especializado surgiu, principalmente, em virtude de atrasos no diagnóstico e manejo de pacientes, da grande demanda de consultas dos médicos do pronto atendimento e da já corriqueira presença da equipe de cardiologia na Emergência.

A jornada do paciente

Atualmente, o paciente chega na emergência e, caso identificados seis sintomas específicos na triagem inicial da enfermagem, ele é encaminhado diretamente para o atendimento de um médico cardiologista. Os sintomas são:

  • Dor torácica
  • Dispnéia
  • Palpitação
  • Crise hipertensiva
  • Edema de membros inferiores
  • Síncope

Dentre as afecções cardiovasculares agudas, o infarto agudo do miocárdio é o diagnóstico mais significativo, dada à sua alta prevalência e mortalidade. Além dele, a triagem presta atendimento a diversas outras patologias, como angina instável, dissecção aórtica, arritmias cardíacas, insuficiência cardíaca e embolia pulmonar.

Os desafios frente à covid-19 e o medo da população

Triagem conta com médico cardiologista 24h por dia, sete dias por semana

O cenário atípico da covid-19 trouxe novos desafios para diversos hospitais. Dados levantados pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), mostraram um aumento de 31% do número de mortes por doenças cardiovasculares no Brasil. Os números dizem respeito ao período de 16 de março a 31 de maio, momento de alta na escala de contágio do vírus.

Em contrapartida, houve também uma queda no número de atendimentos hospitalares de AVCs e ataques cardíacos – muito ligados ao receio e ao medo da população em frequentar instituições médicas.

“Estatísticas ao redor do mundo revelaram um aumento exponencial de mortes súbitas em casa pelo simples temor de uma visita a emergências médicas, por serem locais de “possíveis” contaminações pela covid-19. Isso acabou tornando-se um efeito colateral da pandemia”, aponta Jaeger.

De acordo com o médico, a covid-19 impôs a necessidade de um manejo especial nas emergências cardiológicas para separar o fluxo de pacientes infectados dos demais casos. Tornou-se comum o aparecimento de miocardites e sequelas cardiológicas pós-infecção. A pandemia também proporcionou a demora nos diagnósticos de casos como infarto e AVC.

“O tratamento nesses casos é uma corrida contra o tempo. Nos deparamos com pacientes que chegavam em estágios muito avançados. Quanto mais demoramos para identificar o problema, mais músculo cardíaco perdemos, e a chance de o paciente vir a óbito ou desenvolver sequelas irreversíveis se torna maior”, ressaltou.

“Atualmente, temos mais conhecimento sobre a covid-19 do que tínhamos no começo da pandemia. O Mãe de Deus possui processos específicos, extensamente estudados e debatidos para proporcionar segurança a todos os nossos pacientes”, completou.

A prevenção é o melhor remédio

O gestor do Serviço de Cardiologia resume de duas formas a maneira de reduzir o risco de desenvolver doenças cardiovasculares: “mudanças no estilo de vida” e “acompanhamento periódico com o seu médico”.

Uma alimentação balanceada, rica em verduras, legumes, frutas, oleaginosas, proteínas e pobre em carboidratos e gorduras é essencial para um estilo de vida saudável.

“No quesito exercício físico, o ideal seria algo em torno de três a cinco vezes na semana, de 30 a 45 minutos. Evitar situações de estresse, manter-se em um peso adequado e abandonar o tabagismo também é muito importante”, ressalta.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Silvana Porto Alegre Schmidt
Fone: (51) 3213-8852
Celular: (51) 99992-4514
silvana.schmidt@aesc.org.br

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Tratamento cardíaco pós internação

Para que nossos pacientes cardíacos que recebem alta possam sair tranquilos, o Hospital Mãe de Deus criou o Serviço Integrado de Transição (SIT). No momento do check-out hospitalar, uma consulta já é agendada para 48 horas após a saída.

Conheça o Centro de Medicina Intervencionista do Hospital Mãe de Deus

Unindo equipamentos de imagem de última geração com a expertise de uma equipe altamente capacitada, com o objetivo de oferecer tratamentos com alta precisão, tempo de recuperação mais curto e baixo risco de complicações para os pacientes, o Hospital Mãe de Deus conta com um Centro de Medicina Intervencionista.

Checkup no podcast “Hora da Consulta”

A pandemia do coronavírus fez com que as pessoas redobrassem os cuidados com as mais variadas doenças. Mas, afinal, qual seria a melhor forma de prevenção? Com que frequência eu devo realizar exames? É sempre adequado estar com o checkup em dia?

O que é o refluxo e quais são os seus sintomas?

Refluxo é um quadro caracterizado pelo retorno do conteúdo do estômago em direção à boca, causando sintomas como sensação de queimação, gosto amargo na boca, vômitos e dificuldade para engolir alimentos. Se não for tratado corretamente, pode provocar uma intensa inflamação na parede do esôfago, podendo evoluir para quadros mais graves.