PODCAST HORA DA CONSULTA #04 EPISÓDIO: COMO CONVIVER COM O CÂNCER

Silvana Schmidt (Comunicação Corporativa), dr. Ricardo Moacir, oncologista clínico do Centro Integrado de Oncologia do Hospital Mãe de deus, e a psicóloga, também do Centro Integrado, Marta Chaves.

Uma doença que pode ter muitas causas: genética, maus hábitos alimentares, tabagismo, sedentarismo. Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais de 7,6 milhões de pessoas morrem em decorrência de algum tipo de câncer no mundo a cada ano. Dessas, 4 milhões têm entre 30 e 69 anos. Mas quando a doença chega, o que fazer? Como tratar? Como conviver com a enfermidade sem cair em depressão?

Neste quarto episódio do Podcast Hora da Consulta, iremos apresentar alguns caminhos para aquelas pessoas que receberam um diagnóstico de câncer e precisam aprender a conviver com a doença. Nossos convidados são o oncologista clínico do Centro Integrado de Oncologia do Hospital Mãe de deus, dr. Ricardo Moacir e a psicóloga, também do Centro Integrado, Marta Chaves.

Acompanhe nossas redes sociais e fiquem atentos para o próximo episódio que será sobre Telemedicina. Lembrando que dúvidas, críticas e sugestões são bem-vindas e podem ser enviadas para horadaconsulta@maededeus.com.br

Acompanhe nossa página e escute nossos outros episódios: https://www.maededeus.com.br/podcasts/

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Doulas e Parto Humanizado: Perguntas e Respostas

O que você entende por parto humanizado? Já ouviu falar? O parto humanizado prioriza a fisiologia do corpo da mulher e o desejo de vivenciar com autonomia o nascimento do bebê, utilizando recursos apenas quando solicitado pela mulher ou por necessidade, com base científica.