Banco de Sangue

O Banco de Sangue do Hospital Mãe de Deus recebe doações de sangue para utilização na recuperação de pacientes. O ato da doação é de extrema importância, pois o sangue é fundamental para que o organismo mantenha e recupere a saúde. Ele é responsável pelo transporte de oxigênio, sais e outras substâncias e não tem um substituto sintético.

A doação de sangue é um ato que salva vidas, e o Mãe de Deus proporciona todo o cuidado para ajudá-lo neste procedimento que é simples, rápido e seguro. Todo o procedimento é realizado conforme protocolos exigidos pelo Ministério da Saúde, que objetivam prevenir complicações para o doador e contaminação para o receptor.

A doação, entre preenchimento de questionário, avaliação clínica e coleta do sangue, leva aproximadamente 30 minutos, e somente a coleta, realizada com material descartável e estéril, entre 5 e 12 minutos, dependendo do fluxo sanguíneo do doador.

O sangue recebido é examinado para doenças infecto-contagiosas e os resultados são disponibilizados após uma semana para retirada pelo doador ou por pessoa com autorização escrita.

Quero ser um doador
  • Para doar sangue, é preciso:

    • - Trazer documento oficial de identidade com foto;
    • - Ter 18 e 67 anos. Menores de idade a partir dos 16 anos podem doar somente com autorização e acompanhamento de um responsável. Se for a primeira doação, somente até aos 60 anos incompletos;
    • - Pesar 50 kg ou mais;
    • - Ser e estar saudável;
    • - Não estar em jejum e evitar apenas alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação.
  • Não pode doar quem:

    • - Teve hepatite após os dez anos de idade;
    • - Teve Doença de Chagas;
    • - Teve ou tem Malária ou Sífilis;
    • - Está no período de janela imunológica (breve período após alguma contaminação no qual a mesma não é detectada em exames de sangue. Esse período varia de acordo com cada doença, por isso é necessário ser sincero quanto ao histórico de saúde e de comportamento de risco na entrevista e questionário respondidos na triagem anterior à doação);
    • - Recebeu transfusão de sangue ou de hemocomponentes do último ano, está resfriado ou com qualquer outra infecção, tenha sido vacinado recentemente (neste caso o período de impedimento para a doação varia de acordo com o tipo de vacina);
    • - Doenças auto-imunes: Lupus, Hipotireoidismno (Hashimoto), Artrite reumatoide;
    • - Histórico de câncer;
    • - Piercing bucal ou genital.

    *Outros históricos serão avaliados individualmente.

  • Intervalos para doação:

    • - Homens: 60 dias (até quatro doações por ano)
    • - Mulheres: 90 dias (até três doações por ano)
  • Cuidados após a doação:

    • - Manter o curativo no local da punção por pelo menos quatro horas;
    • - Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas;
    • - Aumentar a ingestão de líquidos;
    • - Não fumar por cerca de duas horas;
    • - Evitar bebidas alcoólicas por 12 horas;
    • - Não trabalhar em andaimes, pilotar ou dirigir veículos de grande porte até por 12 horas.

A maior vantagem é que estamos ajudando ao próximo e esta satisfação é insubstituível!

Este espaço traz informações importantes sobre a doação de sangue para que você possa esclarecer suas dúvidas antes de doar.

A doação é um ato simples e salva muitas vidas.
Seja solidário! Venha ao Banco de Sangue do Hospital Mãe de Deus e faça a sua doação.

Quais são os critérios para doar sangue?

- Estar em boas condições físicas;
- Ter 18 e 67 anos. Menores de idade a partir dos 16 anos podem doar somente com autorização e acompanhamento de um responsável. Se for a primeira doação, somente até aos 60 anos incompletos;
- Pesar 50 kg ou mais;
- Última doação há mais de 90 dias para mulheres e mais de 60 dias para homens;
- Três meses após o parto. Se estiver amamentando, somente 12 meses após o parto.

Não pode doar quem apresentar comportamento ou situações de risco ou histórico de doenças transmissíveis pelo sangue. As dúvidas serão respondidas na triagem clínica antes da doação.

Quem não pode doar sangue?

Pessoas que se enquadrem em uma ou mais condições abaixo não devem doar sangue:

- Febre sem causa definida;
- Emagrecimento acentuado sem qualquer explicação;
- Aparecimento de gânglios (ínguas) pelo corpo sem causa aparente;
- Diarréia prolongada sem diagnóstico definido;
- Ser portador do vírus ou ter algum teste positivo para AIDS (um teste positivo para o vírus não confirma o diagnóstico, mas já é impeditivo para quem quer ser doador);
- Ter mantido relação sexual com pessoa portadora dos vírus da Hepatite B, C e/ou HIV;
- Ser ou ter sido usuário de drogas injetáveis;
- Ter feito uso de cocaína via nasal no último ano;
- Ter tido gripe nos últimos 7 dias;
- Ter tido Sífilis, malária e Chagas;
- Ter tido Hepatite após os 10 anos de idade;
- Ter feito tatuagem há menos de 1 ano;
- Ter diabetes, epilepsia, doença crônica, doença pulmonar, doença cardíaca ou câncer;
- Ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 24 horas;
- Estar amamentado nos primeiros seis meses após o parto.

Tenho tatuagem e/ou faço acupuntura. Posso ser doador?

Sim, desde que a tatuagem tenha sido feita há mais de um ano. No caso da acupuntura, a doação é permitida somente quando se utiliza agulha descartável e após 72 horas da última sessão.

Mulheres no período menstrual podem doar?

Sim, desde que estejam se sentindo bem, e que tenham o teste de anemia dentro dos limites aceitáveis (o teste, dosagem de hemoglobina, é realizado no próprio banco de sangue no dia da doação).

Quantas vezes por ano pode-se doar sangue?

As mulheres podem doar até três vezes por ano, com intervalo mínimo de 90 dias. O homem, quatro vezes por ano, com intervalo de 60 dias entre as doações.

Qual o tipo de sangue mais procurado?

Nenhum, todos os grupos sanguíneos são necessários. O “O Negativo” é popularmente conhecido como doador universal, mas só pode ser utilizado parcialmente em outros grupos sanguíneos.

Quais os tipos de sangue mais difíceis de serem encontrados?

Os de Rh negativo são os mais raros, sendo o A Negativo o mais incomum, e em seguida o tipo O Negativo, B Negativo e AB Negativo, respectivamente. O tipo O Negativo, por poder ser utilizado em quase todos os outros grupos sanguíneos é o mais procurado e, consequentemente, o mais escasso nos bancos de sangue. De acordo com a população mundial, estima-se que em média 85% dos doadores tenham o sangue fator Rh Positivo.

Quanto tempo leva uma doação?

Todo o processo leva cerca de 30 minutos, incluindo a entrevista, os exames iniciais (verificação dos sinais vitais e teste para anemia) e a doação propriamente dita. A coleta de sangue, costuma levar de 5 a 10 minutos para ser realizada, variando de acordo com o doador.

Quais os cuidados após a doação?

É preciso ingerir bastante líquido e não fumar por duas horas. Para dirigir é necessário aguardar 30 minutos. O doador recebe um material impresso com todas as orientações e cuidados necessários para preservar o organismo no processo de recuperação do sangue que se segue após a doação, evitar hematomas e mal-estares, como por exemplo, não realizar exercícios físicos intensos e não fazer força com o braço de onde foi retirado o sangue.

O que é feito com a bolsa de sangue doado?

A bolsa de Sangue Total é fracionada em outras três bolsas de hemocomponentes, de forma que, pelo menos três pacientes podem ser beneficiados com uma doação. Os hemocomponentes são:

- Concentrado de Glóbulos Vermelhos (hemácias) com validade de 35 dias;
- Concentrado de Plaquetas com validade de cinco dias;
- Plasma Fresco Congelado com validade de um ano.

Quanto tempo leva para haver a reposição do sangue doado?

Em uma doação são retirados 400 a 450 ml de sangue. Este volume será reposto rapidamente com a ingestão de líquidos após a doação, voltando em aproximadamente 2 horas , ao seu volume sanguíneo anterior.

Quanto aos glóbulos vermelhos, dependendo de cada organismo, são necessárias cerca de duas a três semanas para a produção e recuperação do nível anterior à doação.

Antes de cada doação é realizado um exame rápido de dosagem de hemoglobina ou hematócrito, avaliando a possibilidade de ser feita a doação sem prejuízo do nível da substância ao doador.

Com a doação de sangue eu emagreço, meu sangue afina ou engrossa?

Não, isso é apenas mito.

Doar sangue faz mal à saúde?

Não. Doar sangue não faz mal e não há nenhum risco em se contrair doenças infecciosas, visto que todo o material é estéril, de uso único e descartável.

Eventualmente, o doador pode sentir alguns sintomas adversos leves, como:

- Queda de pressão, tonturas, hematomas;
- Náuseas e vômitos;
- Dor local, dificuldade de movimentar o braço;
- Inflamação local;
- Sudorese fria e palidez.

Manifestações mais sérias, como perda de consciência e convulsão, são raras. A observação contínua durante a doação tem a finalidade não só de detectar precocemente manifestações indesejáveis, mas também intervir para restabelecer a condição física do doador.

Para doar sangue é necessário apresentar algum documento?

Sim, de acordo com normas do Ministério da Saúde, um documento de identificação com fotografia, emitido por órgão oficial, deverá ser apresentado à recepção. Além disso, o doador assina um termo de consentimento livre e esclarecido que fica em sua ficha.

Quero ser um doador

Banco de Sangue

Hospital Mãe de Deus
Rua José de Alencar, 286 - Menino Deus
Acesso 3, 3º andar
Porto Alegre, RS

Telefone: (51) 3230.2309
E-mail: hemoterapia@maededeus.com.br

Horário de atendimento
De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30. Sábado das 8h às 12h.
O Banco de sangue fecha aos domingos e feriados.

Quero ser um doador