TROMBOSE: UM VILÃO PARA SER COMBATIDO

 

Dia 13 de outubro ficou marcado, no meio da saúde, como o Dia Mundial de Combate à Trombose. A Sociedade Internacional e Brasileira de Trombose e Hemostasia aproveitam a data para lançar a campanha de conscientização e prevenção da trombose com diversas ações pelo mundo. Isso se deve ao fato de que as condições tromboembólicas são responsáveis por uma em cada quatro mortes no mundo.

O Hospital Mãe de Deus apoia esta causa pois entende que a trombose, se não prevenida e tratada corretamente, pode causar sérios danos à saúde dos pacientes.

Todas as especialidades do Hospital estão engajadas na prevenção da trombose: clínica médica, hematologia, cardiologia, neurologia, pneumologia, oncologia, nefrologia, vascular, entre outras. E não poderia ser diferente, já que a trombose está envolvida no desenvolvimento de muitas doenças, como infarto, AVC e a embolia pulmonar.

“A trombose é um problema de saúde pública. Em um contexto de pacientes internados, a trombose venosa profunda é a principal causa de morte evitável e agrega grande morbimortalidade ao paciente e custos aos sistemas de saúde. Por isso, precisamos chamar atenção para a prevenção”, explica o hematologista do Hospital Mãe de Deus Dr. Tito Vanelli Costa.

O que é trombose?

A trombose ocorre quando há formação de um coágulo sanguíneo numa veia ou artéria do corpo. A trombose mais comum é a trombose venosa profunda, em que o coágulo bloqueia o fluxo de sangue e causa inchaço e dor na região. No caso das tromboses venosas, a complicação mais temida é a embolia pulmonar, processo no qual o coágulo se desprende e se movimenta na corrente sanguínea até o pulmão, onde pode causar lesões graves.

O processo trombótico também está envolvido em doenças arteriais, como o infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral (AVC). Nessas doenças, além de  mecanismos inflamatórios, vasculares e metabólicos, a formação de um trombo arterial é o responsável pelo seu desencadeamento.

A maior parte dos casos de trombose venosa ocorre durante ou logo após uma internação hospitalar, devido principalmente à falta de movimento por muito tempo, sendo mais frequente após procedimentos cirúrgicos ortopédicos, oncológicos e ginecológicos.

Apesar de ser um problema que geralmente afeta mais mulheres, homens também podem ter trombose. Em números, quando é avaliada apenas a faixa entre 20 a 40 anos, a incidência de trombose é um pouco maior nas mulheres pela maior exposição a fatores de risco, como anticoncepcionais e gestações.

 

O que causa a trombose?

A trombose possui várias causas e fatores de risco.

-Hospitalização.

-Cirurgia.

– Ficar sentado ou deitado muito tempo.

-Câncer.

-Uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal.

– Tabagismo.

– Hereditariedade.

– Gravidez.

– Presença de varizes.

– Idade avançada.

– Pacientes com insuficiência cardíaca.

– Obesidade.

– Distúrbios de hipercoagulabilidade hereditários ou adquiridos.

– História prévia de trombose venosa.

 

Quais são os sintomas da trombose?

A trombose venosa profunda pode ser absolutamente assintomática. Quando presentes, os principais sintomas mais comuns são:

– Dor, calor, vermelhidão na panturrilha ou coxa

Inchaço na perna, pés ou tornozelos

No caso da embolia pulmonar, pode haver falta de ar, respiração rápida, dor torácica e taquicardia.

 

Como prevenir a trombose?

Alguns cuidados podem prevenir a trombose tanto na hospitalização como no dia-a-dia:

– Evitar permanecer imóvel na mesma posição por muito tempo: fazer pequenos intervalos (por exemplo a cada 2 horas) e caminhar, ir ao banheiro, levantar da cadeira, praticar alongamento, etc. Adotar essas medidas em caso de viagem prolongada, especialmente se viagem de avião.

– Praticar exercícios físicos regularmente.

– Evitar o consumo de álcool e tabaco.

– Manter uma dieta equilibrada.

– Ingerir líquidos regularmente.

No caso de internação hospitalar ou cirurgia, o médico deverá avaliar e prescrever as medidas preventivas conforme o risco trombótico de cada caso.

Caso você tenha que fazer algum tratamento ou tomar algum medicamento, como prevenção de trombose, não fique com dúvidas e pergunte sempre ao seu médico.

 

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Silvana Porto Alegre Schmidt
Fone: (51) 3213-8852
Celular: (51) 99992-4514
silvana.schmidt@aesc.org.br

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Tratamento cardíaco pós internação

Para que nossos pacientes cardíacos que recebem alta possam sair tranquilos, o Hospital Mãe de Deus criou o Serviço Integrado de Transição (SIT). No momento do check-out hospitalar, uma consulta já é agendada para 48 horas após a saída.

Conheça o Centro de Medicina Intervencionista do Hospital Mãe de Deus

Unindo equipamentos de imagem de última geração com a expertise de uma equipe altamente capacitada, com o objetivo de oferecer tratamentos com alta precisão, tempo de recuperação mais curto e baixo risco de complicações para os pacientes, o Hospital Mãe de Deus conta com um Centro de Medicina Intervencionista.

Checkup no podcast “Hora da Consulta”

A pandemia do coronavírus fez com que as pessoas redobrassem os cuidados com as mais variadas doenças. Mas, afinal, qual seria a melhor forma de prevenção? Com que frequência eu devo realizar exames? É sempre adequado estar com o checkup em dia?

O que é o refluxo e quais são os seus sintomas?

Refluxo é um quadro caracterizado pelo retorno do conteúdo do estômago em direção à boca, causando sintomas como sensação de queimação, gosto amargo na boca, vômitos e dificuldade para engolir alimentos. Se não for tratado corretamente, pode provocar uma intensa inflamação na parede do esôfago, podendo evoluir para quadros mais graves.