TROMBOSE: UM VILÃO PARA SER COMBATIDO

 

Dia 13 de outubro ficou marcado, no meio da saúde, como o Dia Mundial de Combate à Trombose. A Sociedade Internacional e Brasileira de Trombose e Hemostasia aproveitam a data para lançar a campanha de conscientização e prevenção da trombose com diversas ações pelo mundo. Isso se deve ao fato de que as condições tromboembólicas são responsáveis por uma em cada quatro mortes no mundo.

O Hospital Mãe de Deus apoia esta causa pois entende que a trombose, se não prevenida e tratada corretamente, pode causar sérios danos à saúde dos pacientes.

Todas as especialidades do Hospital estão engajadas na prevenção da trombose: clínica médica, hematologia, cardiologia, neurologia, pneumologia, oncologia, nefrologia, vascular, entre outras. E não poderia ser diferente, já que a trombose está envolvida no desenvolvimento de muitas doenças, como infarto, AVC e a embolia pulmonar.

“A trombose é um problema de saúde pública. Em um contexto de pacientes internados, a trombose venosa profunda é a principal causa de morte evitável e agrega grande morbimortalidade ao paciente e custos aos sistemas de saúde. Por isso, precisamos chamar atenção para a prevenção”, explica o hematologista do Hospital Mãe de Deus Dr. Tito Vanelli Costa.

O que é trombose?

A trombose ocorre quando há formação de um coágulo sanguíneo numa veia ou artéria do corpo. A trombose mais comum é a trombose venosa profunda, em que o coágulo bloqueia o fluxo de sangue e causa inchaço e dor na região. No caso das tromboses venosas, a complicação mais temida é a embolia pulmonar, processo no qual o coágulo se desprende e se movimenta na corrente sanguínea até o pulmão, onde pode causar lesões graves.

O processo trombótico também está envolvido em doenças arteriais, como o infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral (AVC). Nessas doenças, além de  mecanismos inflamatórios, vasculares e metabólicos, a formação de um trombo arterial é o responsável pelo seu desencadeamento.

A maior parte dos casos de trombose venosa ocorre durante ou logo após uma internação hospitalar, devido principalmente à falta de movimento por muito tempo, sendo mais frequente após procedimentos cirúrgicos ortopédicos, oncológicos e ginecológicos.

Apesar de ser um problema que geralmente afeta mais mulheres, homens também podem ter trombose. Em números, quando é avaliada apenas a faixa entre 20 a 40 anos, a incidência de trombose é um pouco maior nas mulheres pela maior exposição a fatores de risco, como anticoncepcionais e gestações.

 

O que causa a trombose?

A trombose possui várias causas e fatores de risco.

-Hospitalização.

-Cirurgia.

– Ficar sentado ou deitado muito tempo.

-Câncer.

-Uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal.

– Tabagismo.

– Hereditariedade.

– Gravidez.

– Presença de varizes.

– Idade avançada.

– Pacientes com insuficiência cardíaca.

– Obesidade.

– Distúrbios de hipercoagulabilidade hereditários ou adquiridos.

– História prévia de trombose venosa.

 

Quais são os sintomas da trombose?

A trombose venosa profunda pode ser absolutamente assintomática. Quando presentes, os principais sintomas mais comuns são:

– Dor, calor, vermelhidão na panturrilha ou coxa

Inchaço na perna, pés ou tornozelos

No caso da embolia pulmonar, pode haver falta de ar, respiração rápida, dor torácica e taquicardia.

 

Como prevenir a trombose?

Alguns cuidados podem prevenir a trombose tanto na hospitalização como no dia-a-dia:

– Evitar permanecer imóvel na mesma posição por muito tempo: fazer pequenos intervalos (por exemplo a cada 2 horas) e caminhar, ir ao banheiro, levantar da cadeira, praticar alongamento, etc. Adotar essas medidas em caso de viagem prolongada, especialmente se viagem de avião.

– Praticar exercícios físicos regularmente.

– Evitar o consumo de álcool e tabaco.

– Manter uma dieta equilibrada.

– Ingerir líquidos regularmente.

No caso de internação hospitalar ou cirurgia, o médico deverá avaliar e prescrever as medidas preventivas conforme o risco trombótico de cada caso.

Caso você tenha que fazer algum tratamento ou tomar algum medicamento, como prevenção de trombose, não fique com dúvidas e pergunte sempre ao seu médico.

 

TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Silvana Porto Alegre Schmidt
Fone: (51) 3213-8852
Celular: (51) 99992-4514
silvana.schmidt@aesc.org.br

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Restrição de visitas Hospital Mãe de Deus

Tendo em vista a Pandemia de COVID-19 e frente às recomendações de restrição à circulação social para reduzir a curva de transmissão, o Hospital Mãe de Deus vem por meio desse comunicado restringir as visitas em todas as áreas da Instituição.

Cirurgia inovadora para doença hemorroidária 

Na última semana, a proctologista do Corpo Clínico do Hospital Mãe de Deus, Dra. Marlise Mello Cerato Michaelsen, recebeu o cirurgião do Hospital Nove de Julho, de São Paulo, Dr. Mateus Rotta, para realizar este procedimento inovador e inédito no estado do Rio Grande do Sul: o tratamento cirúrgico da doença hemorroidária com Endopex.