ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE OS TESTES PARA COVID-19

Desde que a pandemia do coronavírus iniciou, surgiram diferentes possibilidades de testes para diagnóstico da COVID-19. Por conta disso, várias dúvidas podem surgir a respeito de qual teste seria mais adequado, qual a precisão de cada um e quais os significados dos termos técnicos utilizados.

Confira a explicação sobre cada tipo de teste disponível no Laboratório do Hospital Mãe de Deus:

Molecular (RT-PCR e RT-PCR Genexpert)

O teste Molecurar RT-PCR (do inglês reverse-transcriptase polymerase chain reaction), é considerado o padrão-ouro no diagnóstico da COVID-19, cuja confirmação é obtida através da detecção do RNA (da molécula) do SARS-CoV-2 na amostra analisada, preferencialmente obtida de raspado de nasofaringe. Realizado em sistema aberto (amostra analisada em três setores), com sensibilidade de 100%. Se houver material genético do SARS-CoV-2 na amostra, sondas específicas detectam a sua presença e emitem um sinal, que é captado pelo equipamento e traduzido em resultado positivo.

No HMD, o exame pode ser realizado através de consulta no Espaço Azul (emergência destinada a pacientes com síndrome gripal). A coleta deve ser realizada preferencialmente a partir do terceiro dia após o início dos sintomas e até o décimo dia, pois ao final desse período, a quantidade de RNA tende a diminuir. Ou seja, o teste RT-PCR identifica o vírus no período em que está ativo no organismo, tornando possível aplicar a conduta médica apropriada: internação, isolamento social ou outro procedimento pertinente para o caso em questão.

O teste molecular (RT-PCR Genexpert) auxilia pacientes e profissionais da saúde com precisão e agilidade. Realizado em sistema fechado (único equipamento), com sensibilidade de 92,6% . A coleta do exame para pacientes ambulatoriais é realizada por agendamento. Os horários disponíveis são de segunda a sexta, das 13h às 18h, com prazos de entrega em até 12h para pacientes ambulatoriais e da Emergência e 6h para pacientes internados.

Sorologia

A sorologia, diferentemente da RT-PCR, verifica a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus. Isso é feito a partir da detecção de anticorpos IgG e IgM (metodologia Quimioluminescência) em pessoas que foram expostas ao SARS-CoV-2. Nesse caso, o exame é realizado a partir da amostra de sangue do paciente. Para que o teste tenha maior sensibilidade, é recomendado que seja realizado, pelo menos, 10 dias após o início dos sintomas. Isso se deve ao fato de que produção de anticorpos no organismo só ocorre depois de um período mínimo após a exposição ao vírus.

Realizar o teste de sorologia fora do período indicado pode resultar num resultado falso negativo. Por isso, para realizar o exame é necessário o pedido médico. Em caso de resultado negativo, uma nova coleta pode ser necessária, a critério médico. É importante ressaltar, ainda, que nem todas as pessoas que têm infecção por SARS-COV-2 desenvolvem anticorpos detectáveis pelas metodologias disponíveis, principalmente aquelas que apresentam quadros com sintomas leves ou não apresentam nenhum sintoma. Desse modo, podem haver resultados negativos na sorologia mesmo em pessoas que tiveram COVID-19 confirmada por PCR.

Testes rápidos

Estão disponíveis no mercado dois tipos de testes rápidos: de antígeno (que detectam proteínas “do” na fase de atividade da infecção) e os de anticorpos (que identificam uma resposta imunológica do corpo em relação ao vírus). A vantagem desses testes seria a obtenção de resultados rápidos para a decisão da conduta.

No entanto, a maioria dos testes rápidos existentes possuem sensibilidade e especificidade muito reduzidas em comparação as outras metodologias. O Ministério da Saúde aponta que os testes rápidos apresentam uma taxa de erro de 75% para resultados negativos, o que pode gerar insegurança e incerteza para interpretar um resultado negativo e determinar se o paciente em questão precisa ou não manter o isolamento social.

Como o teste rápido não possui a mesma sensibilidade que os demais métodos, é importante ter a orientação e o acompanhamento de um médico.

Os testes rápidos para COVID-19 são similares aos testes de farmácia para gravidez. No caso do teste para COVID-19, faz-se uso de uma lâmina de nitrocelulose (uma espécie de papel) que reage com a amostra e apresenta uma indicação visual em caso positivo.

Para não ficar dúvidas, confira perguntas frequentes que recebemos:

Quais são os exames que temos disponíveis?

  • MOLECULAR (PCR): Internados e via Espaço Azul, após avaliação médica. Ambulatoriais apenas para alguns convênios.
  • SOROLOGIA: Ambulatorial, Emergência e internados.
  • TESTE RÁPIDO: Ambulatorial, Emergência e internados.

Quais as principais diferenças?

  • MOLECULAR (RT-PCR): Padrão ouro, mais específico e sensível. Pesquisa o RNA do vírus. Realizado em sistema aberto (amostra analisada em 3 setores), com sensibilidade de 100%.
  • MOLECULAR (RT-PCR Genexpert) – Realizado em sistema fechado (único equipamento), com sensibilidade de 92,6%
  • SOROLOGIA: Pesquisa de anticorpos IgG e IgM por metodologia Quimioluminescência.
  • TESTE RÁPIDO: Pesquisa de Anticorpos IgG e IgM por metodologia Imunocromatográfica. Teste validado pelo Laboratório Fleury.

Quando coletar? (Melhor período)

  • MOLECULAR (PCR): entre o 3º e 10º dia após o início dos sintomas
  • MOLECULAR (RT-PCR Genexpert): entre o 3º e 10º dia após o início dos sintomas
  • SOROLOGIA: A partir do 10º dia do início dos sintomas.
  • TESTE RÁPIDO: A partir do 10º dia do início dos sintomas.

Em quanto tempo fica pronto?

  • MOLECULAR (PCR): 5 dias ou 120h
  • MOLECULAR (RT-PCR Genexpert): em até 12h para pacientes ambulatoriais e da emergência. Internados em até 6h.
  • SOROLOGIA: 2 dias
  • TESTE RÁPIDO: 2h.

Aceita convênio?

  • MOLECULAR (PCR): Sim.*
  • MOLECULAR (RT-PCR Genexpert): Não.
  • SOROLOGIA: Não.
  • TESTE RÁPIDO: Não.

Qual valor particular?

  • MOLECULAR (PCR): R$ 360,00
  • MOLECULAR (RT-PCR Genexpert): R$ 450,00
  • SOROLOGIA: R$ 300,00
  • TESTE RÁPIDO: R$ 415,00

Fonte da matéria: Fleury, Medicina e Saúde, parceiro do Hospital Mãe de Deus.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (51) 3230.6000.

Convênios habilitados para atendimento e realização do exame tipo molecular (PCR)*

Operadoras:

  • AJURIS – Associação dos Juizes do Rio Grande do Sul
  • ALLIANZ
  • AMIL – Assistência Médica Internacional S.A.
  • AMPRGS – FAS/RS
  • AMS PETROBRÁS – Refinaria
  • ASSEFAZ – Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda
  • BACEN – BANCO CENTRAL DO BRASIL
  • BRADESCO
  • CABERGS – Caixa de Assistência dos Empregados do Banco do Estado do Rio Grande do Sul
  • CAF – RBS
  • Caixa Econômica Federal CEF – SAÚDE CAIXA
  • Care Plus
  • CASF – BANCO DA AMAZONIA
  • CASSI – Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil
  • CONAB
  • DANAMED
  • DOCTOR CLIN
  • EMBRATEL – CLARO
  • FUSEX – Fundo de Saúde do Exército
  • GKN
  • GOLDEN CROSS
  • IPE SAÚDE
  • MEDISERVICE
  • NOTRE DAME
  • OMINT
  • PESQUISA ONCO
  • SAMEISA
  • SAÚDE PAS
  • SULAMÉRICA Saúde
  • SULMED
  • TACCHINI
  • Unimed Federação
  • Unimed Porto Alegre
  • USISAUDE / USIMINAS

Convênios habilitados para atendimento e realização de exames tipo DETECÇÃO COVID 19, TESTE RÁPIDO COVID 19, COVID 2019 ANTICORPOS IgG IgM e COVID TESTE MOLECULAR RÁPIDO:

  • Dana
  • GKN

TODA SAÚDE IMPORTA

Conheça todas as iniciativas do Hospital para atender com mais segurança todos os pacientes. Clique e saiba mais! 

Notícia atualizada dia 15/07/2020

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Silvana Porto Alegre Schmidt
Fone: (51) 3213-8852
Celular: (51) 99992-4514
silvana.schmidt@aesc.org.br

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

SAE: uma nova era para a enfermagem

Com o objetivo de padronizar todos os processos de cuidado que envolvam a assistência de Enfermagem o SAE permite visualizar, de maneira digital, o histórico da jornada do paciente dentro da instituição, desde a coleta de dados a avaliação, permitindo acompanhar a evolução do cuidado que está sendo prestado.