Startup Laura premia Hospital Mãe de Deus por uso de ferramenta com Inteligência Artificial

O Hospital Mãe de Deus tem como principal diferencial a resolução de casos por meio do atendimento humanizado. Junto a isso e a um corpo clínico altamente qualificado, existe um olhar constante sobre o que há de mais moderno em tecnologia e inovação que possa ser usado a serviço do cuidado com acolhimento. Por isso, há alguns anos e cada vez mais fortemente, a instituição tem investido em diferentes soluções em Inteligência Artificial.

Entre estas encontra-se uma das aplicações de Laura, startup que oferece soluções de IA com o objetivo de democratizar a saúde por meio da tecnologia e gerar impacto social positivo em escala, acompanhando toda a jornada do paciente. Em junho, o HMD recebeu da plataforma o reconhecimento de “High User”, entre as 18 instituições do país que se utilizam de suas diferentes ferramentas.

“Este prêmio mostra um grande comprometimento com a tecnologia e a inovação, que são cada vez mais essenciais na prestação de melhores cuidados de saúde. É um grande prazer poder entregar este prêmio para um parceiro tão especial, que acredita e se apoia nos nossos serviços desde 2020, parabéns à toda a equipe do HMD por esta grande conquista.” diz Cristian Rocha, CEO da Laura.

A campanha High Users da Laura é uma competição amigável que nasceu como uma forma de estimular ainda mais o uso de IA nos hospitais que utilizam as soluções da plataforma. Às instituições, fica o desafio de atingir a marca de ser um High User da Laura por três meses consecutivos. Para participar, basta continuar usando a plataforma, pois o prêmio é baseado no número de acessos realizados ao mês.

A ferramenta de suporte à decisão com IA utilizada no HMD chama-se Laura Inteligência Clínica e começou a ser implementada no hospital em fevereiro de 2020, estando presente hoje em nove unidades de internação. Pela aplicação, é possível aumentar a capacidade de identificar antecipadamente os pacientes em piora clínica internados em leitos clínicos ou no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), por meio dos dados já existentes em seus prontuários eletrônicos. Com isso, o time assistencial ganha mais tempo para iniciar a gestão do cuidado.

“Esta premiação vem demonstrar a responsabilidade e o engajamento clínico de nossos profissionais, que buscam entregar um cuidado de excelência, apoiados em Laura. A plataforma nos ajuda a antecipar as intervenções de enfermagem e médicas, aumentando a segurança assistencial”, diz Andrea Beck, gerente das unidades de Internação e Enfermagem do Hospital Mãe de Deus.

Eleita em 2020 como uma das 100 Startups to Watch, ranking que reconhece as jovens empresas mais promissoras do Brasil, a startup Laura já analisou mais de 11 milhões de atendimentos em todo o país, reduziu em 25% a taxa de mortalidade hospitalar e ajudou a salvar cerca de 24 mil vidas.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Saiba tudo sobre câncer de cabeça e pescoço

No mês dedicado à conscientização do câncer de cabeça e pescoço, sanar todas as dúvidas as respeito da doença é essencial, assim como alertar para os cuidados e a importância do diagnóstico precoce. Por isso, conversamos com a Dra. Fernanda Pruski, oncologista do Centro Integrado de Oncologia do Hospital Mãe de Deus, para falar sobre o tema.

Projeto desenvolvido no HMD é reconhecido em congresso nacional de cardiologia Intervencionista

Inovação e excelência reconhecidos. Realizado no Hospital Mãe de Deus, o primeiro caso de uso de laser para desobstrução de artéria coronária guiada por tomografia de coerência ótica (OCT) feito no Brasil foi premiado na sessão Melhores Casos Clínicos do Congresso Brasileiro de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista. A iniciativa, que ocorreu em Belo Horizonte, entre os dias 29/06 e 1/07, contou com número recorde de mais de 200 submissões.