SIMULAÇÃO DE INCÊNDIO PREPARA EQUIPES DO HOSPITAL MÃE DE DEUS

Simulado de incêndio sendo realizado nas unidades de internação do Hospital Mãe de Deus | Foto: Tuany Lima (Comunicação Corporativa)

Às 10h30min da sexta-feira, 3 de janeiro, foi ligado o alarme de incêndio no 6º andar do Hospital Mãe de Deus. O fogo – falso – teve início no leito 613 da torre Alfa. Imediatamente, uma equipe formada por brigadistas, médicos e profissionais de assistência, sob orientação do Serviço Especializado de Engenharia e Medicina do Trabalho da AESC, entrou em ação, deslocando-se até o local para garantir a segurança dos pacientes – interpretados por voluntários –, dando início ao exercício de simulação de evacuação.

Cerca de 10 minutos depois, duas viaturas do Corpo de Bombeiros chegaram à Rua Costa, junto à entrada de serviço. A imediações, incluindo a Rua Grão Pará, já haviam sido bloqueadas pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Os soldados conheceram a planta do hospital e, em seguida, subiram os seis andares para prestar socorro e combater as chamas. Enquanto a fumaça – de gelo seco – tomava conta dos corredores, pacientes que deambulavam eram levados para a rota de fuga 3, enquanto os que dependiam de macas foram conduzidos pela rota de fuga 4. O ponto de encontro, no andar térreo, foi no corredor de entrada do laboratório, em frente à farmácia Panvel, onde houve a classificação de risco e a realização dos primeiros socorros. 

Na avaliação do coordenador de Medicina e Segurança do Trabalho da AESC, Fabrício Haas, “o exercício foi muito importante para o pessoal vivenciar uma situação próxima à real, sentindo as dificuldades de um sinistro e, também, para identificar pontos que temos a melhorar com as equipes de emergência, assistência e brigadistas para, numa situação real estarmos mais próximos do erro zero. Foi um trabalho produtivo e proveitoso. Nossa ideia é dar continuidade e fazer mais simulados”, projeta.

Preparação

A maioria dos funcionários que ingressa na instituição é capacitada para a prevenção e combate a incêndio, além dos 73 brigadistas que recebem um treinamento especializado. Como parte do exercício, os brigadistas tiveram a função de transferir as vítimas para um local seguro, onde haverá. Para a simulação desta sexta-feira, mais de 40 pessoas foram mobilizadas.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Ciclone Extratropical: Área de acesso ao Espaço Azul é transferida

Com a aproximação do ciclone extratropical que está previsto para atingir o Rio Grande do Sul a partir de hoje (17/05), o Hospital Mãe de Deus está se preparando para o enfretamento dos possíveis impactos do evento.
Para isso, a entrada do Espaço Azul – área exclusiva para pacientes com sintomas gripais será transferida para o Acesso 2 do Hospital, junto à Emergência.

Alta prevalência e sintomas silenciosos são alertas para a hipertensão

Uma doença silenciosa, presente em 25% da população adulta,. Essa é a hipertensão. Por sua alta prevalência e possíveis consequências graves, o diagnóstico precoce, o tratamento adequado e a prevenção são essenciais. Para marcar o Dia Mundial da Hipertensão (17/05). preparamos uma material especial com as principais informações sobre esse tema. 

Conheça o papel do assistente social dentro de um hospital

Você sabe qual o papel do assistente social dentro de um hospital? Eles são responsáveis por buscar defender os direitos dos pacientes, através de um processo de acolhimento, escuta sensível, construção e fortalecimento de vínculos. Conheça mais sobre a atuação e importância deles dentro desses espaços.

HMD é pioneiro no uso de técnica para desobstrução de artérias com laser no Estado

A obstrução de artérias é um problema cada vez mais frequente entre a população, podendo trazer graves consequências, como o infarto e o acidente vascular cerebral. Para atender esses casos, o Hospital Mãe de Deus conta agora com uma nova tecnologia: o laser. O HMD é a primeira instituição do Rio Grande do Sul a utilizar essa técnica e o pioneiro no Brasil na realização do procedimento guiado via Tomografia de Coerência Ótica (OCT).