Saiba tudo sobre câncer de cabeça e pescoço

No mês dedicado à conscientização do câncer de cabeça e pescoço, sanar todas as dúvidas as respeito da doença é essencial, assim como alertar para os cuidados e a importância do diagnóstico precoce. Por isso, conversamos com a Dra. Fernanda Pruski, oncologista do Centro Integrado de Oncologia do Hospital Mãe de Deus, para falar sobre o tema.

“O câncer de cabeça e pescoço é a neoplasia maligna localizada nas seguintes regiões: cavidade oral (lábio, língua, céu da boca, gengivas), faringe (região da garganta), laringe (onde ficam as cordas vocais), glândulas salivares, seios nasais e glândula tireoide”, explica a Dra. Pruski.

A Dra. Fernanda fala também sobre os tipos de câncer de cabeça e pescoço: “O tipo de câncer equivale a histologia da lesão, ou seja, o que é visto no resultado biópsia ou cirurgia. Pode ser de diversos tipos, porém o mais comum é o Carcinoma Epidermóide (neoplasia maligna mais comum da boca)”.

De acordo com um levantamento feito pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de boca é o segundo mais frequente entre os homens, ficando atrás somente do câncer de próstata. Já nas mulheres, é o quinto mais comum, atrás do câncer de mama, tireoide, cólon e reto.

Fatores de riscos e detecção da doença

Existem alguns fatores de risco que podem ser fundamentais para o desenvolvimento da doença, como conta a Dra. Fernanda. “Os principais fatores de risco são tabagismo e consumo em excesso de álcool, outros fatores importantes são infecção pelo HPV (papiloma vírus), má higiene de cavidade oral e exposição à radiação”.

A detecção do câncer de cabeça e pescoço é feita de forma clínica, por isso os exames e as consultas preventivas são fundamentais. Normalmente, as pessoas procuram por médicos especialistas apenas quando ocorre a presença de sintomas persistentes. Cerca de 60% dos casos de câncer de cabeça e pescoço são diagnosticados tardiamente, aumentando as possibilidades de sequelas no paciente e diminuindo as chances de cura.

Feridas na boca que não cicatrizam, manchas avermelhadas ou esbranquiçadas na mucosa, nodulações no pescoço, sangramento na boca, alteração na voz, como rouquidão, tosse, dificuldade para engolir, falta de ar, são alguns dos sintomas levantados pela oncologista.

Prevenção e tratamento

Ter um estilo de vida saudável, evitar os principais fatores de risco, como tabagismo e bebida alcoólica em excesso, além disso, ter uma boa higiene de cavidade oral e usar preservativo, inclusive no sexo oral, são algumas da forma de prevenção, de acordo com a Dra. Fernanda Pruski.

Existem tratamentos para os cânceres de cabeça e pescoço, no entanto, seus efeitos serão mais efetivos se a doença for detectada no início. Dito isso, os tipos de tratamento variam desde cirurgia a radioterapia e/ou quimioterapia. O tipo de tratamento escolhido para cada paciente depende de diversos fatores e todos eles devem ser acompanhados por profissionais da saúde qualificados.

Qual a importância do mês de prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço?

Em julho, mais especificamente no dia 27, é quando acontece o Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço, por conta disso, para chamar a atenção dos brasileiro para essa importante data, a Associação de Câncer de Boca e Garganta – ACBG Brasil criou uma campanha para esse mês.

De acordo com a Dra. Fernanda, essa data se faz necessária por conta da “conscientização da população em atentar para os principais fatores de risco e evitá-los, assim como o diagnóstico precoce”. A oncologista ainda faz um alerta para que um médico especialista seja contatado em caso de presença de algum sintoma.

Fonte: Blog Bem Panvel

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Projeto desenvolvido no HMD é reconhecido em congresso nacional de cardiologia Intervencionista

Inovação e excelência reconhecidos. Realizado no Hospital Mãe de Deus, o primeiro caso de uso de laser para desobstrução de artéria coronária guiada por tomografia de coerência ótica (OCT) feito no Brasil foi premiado na sessão Melhores Casos Clínicos do Congresso Brasileiro de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista. A iniciativa, que ocorreu em Belo Horizonte, entre os dias 29/06 e 1/07, contou com número recorde de mais de 200 submissões.