Qualidade de vida e alimentação saudável: uma dupla poderosa na prevenção de osteoporose

Foto: banco de imagens

O processo de envelhecimento inclui inúmeras mudanças no corpo humano, entre elas a perda natural da massa óssea. Esta diminuição está diretamente relacionada a alterações hormonais. Com isso, há uma queda considerável do potencial de mineralização dos ossos, fator de risco importante para o desenvolvimento da osteoporose.

Quando falamos em alimentação na prevenção da osteoporose pensamos imediatamente no leite, por ser fonte de cálcio, porém existem muitos outros alimentos ricos em cálcio como: couve, rúcula, agrião, espinafre e outros vegetais folhosos verdes escuros, leguminosas como: feijão, ervilha, lentilha grão de bico, algumas oleaginosas: castanha do Pará, nozes, macadâmia além de sementes de girassol, gergelim e abóbora.

Segundo Caroline Boligon, nutricionista clínica do Hospital Mãe de Deus, a formação da massa óssea não depende somente de um mineral. Há muitos nutrientes que agem em conjunto com o cálcio entre eles vitaminas, minerais e aminoácidos. A vitamina D é fundamental na absorção do cálcio e, para termos ela na forma adequada, precisamos de magnésio que é essencial na conversão da vitamina D3 em sua forma ativa. Portanto, dentro de uma alimentação adequada deve haver um equilíbrio entre cálcio e magnésio. “No dia a dia, temos que pensar que não adianta consumirmos alimentos ricos em cálcio ou suplementos alimentares se não incluirmos o magnésio, pois o problema pode continuar ou até mesmo se tornar fator de risco para outras doenças. Além do consumo adequado dos alimentos, temos que pensar o quanto a saúde intestinal também faz parte da absorção dos nutrientes e que isso depende de uma boa alimentação”, destaca Caroline.

A prevenção da osteoporose está baseada em ter uma boa qualidade de vida, alimentação equilibrada e variada, dando preferência a alimentos naturais preparados de forma simples, atividade física, exposição solar diária e uma boa hidratação. Dr. Marcos Paulo de Souza, ortopedista do Hospital Mãe de Deus destaca: “Aqui no hospital temos uma visão integrada no tratamento e orientação do paciente com osteoporose. Essa multidisciplinaridade gera excelentes resultados e aumenta a qualidade geral de vida dos nossos pacientes. A prevenção e o cuidado com a saúde óssea durante o ano inteiro fazem parte do nosso dia a dia”.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Saiba mais sobre a cefaleia e como tratá-la

Muito provavelmente, em algum momento da sua vida, você já tenha tido cefaleia. Esse é termo médico para dor de cabeça. Para entender melhor sobre os tipos, sintomas e tratamento para esse problema, nesse Dia Nacional da Cefaleia (19.05), conversamos com a neurologista do Corpo Clínico do Hospital Mãe de Deus, Dra. Alessandra Castro Martins, sobre o tema.