Hospital Mãe de Deus se torna um Centro Independente Edwards

A Edwards é líder global de próteses cardíacas.

Para atender com ainda mais agilidade pacientes com estenose aórtica, uma doença silenciosa que afeta principalmente idosos, o Hospital Mãe de Deus firmou uma parceria com a Edwards Lifesciences, líder global em inovações médicas para doenças cardíacas estruturais.

“Após um período de capacitações e treinamento da nossa equipe, nos tornamos um Centro Independente Edwards. Isso significa que teremos os materiais para a realização do implante de válvula aórtica transcatéter (TAVI) 24 horas por dia, nos sete dias da semana”, destaca Dr. Eduardo Saadi, cirurgião Cardiovascular do Corpo Clínico do Hospital Mãe de Deus. Ele ainda completa: “até então, para a realização deste procedimento, tínhamos que solicitar os materiais com até dois dias de antecedência. Com esta certificação, seremos o único Centro Independente da Região Sul do Brasil”.

A estenose aórtica ocorre a partir de um estreitamento na principal válvula do coração, dificultando a passagem do sangue do coração para a aorta. Quando a quantidade de sangue oxigenado bombeado para o organismo fica insuficiente, aparecem os problemas: insuficiência cardíaca, síncope (desmaio causado pela insuficiência de sangue oxigenado) e até morte súbita.

“Os pacientes que tiverem uma estenose aórtica, um edema de pulmão, e necessitarem de um procedimento de urgência, poderão recorrer ao Hospital Mãe de Deus, o único na região Sul que que oferece o procedimento com tamanha agilidade”, reforça Dr. Saadi.

Saiba mais: Estenose Aórtica – quais são os sintomas e o principal tratamento disponível?

Por que o TAVI é a melhor opção?

Até duas décadas atrás, o único tratamento para estenose aórtica era o cirúrgico convencional: abrir o peito do paciente, parar o coração e trocar a válvula. “Com o TAVI, mudamos um paradigma no tratamento da estenose aórtica. Através de uma punção na virilha, sem cortes, implantamos uma válvula artificial, biológica, por cima da válvula doente, expandimos esta válvula, e ela amassa a válvula doente, passando a fazer a função da válvula que estava obstruída”, destaca Dr. Saadi.

O TAVI apresenta vantagens importantes, principalmente para os idosos: na maioria dos casos, o procedimento é realizado apenas com anestesia local e leve sedação, dispensa a permanência do paciente em UTI, o período de internação é menor (cerca de quatro dias), a recuperação é mais rápida e o procedimento não é invasivo.

A estenose aórtica afeta principalmente pessoas com mais de 70 anos, e o risco aumenta com o avanço da idade. Estima-se que aproximadamente 5% dos indivíduos com mais de 75 anos terão a doença – ou seja, 1 em cada 20. Considerando que vivemos um processo de envelhecimento da população, trata-se de um problema que tende a aumentar nos próximos anos.

Entre em contato com o Hospital Mãe de Deus e agende o seu check-up com a nossa equipe de Cardiologia, altamente preparada para diagnosticar e tratar os mais diversos casos.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Emergência Cardioneurológica do Hospital Mãe de Deus completa um ano

Quando tempo é vida, contar com um fluxo de atendimento exclusivo, agilizando processos, pode fazer a diferença nos resultados alcançados. Com este objetivo o Hospital Mãe de Deus criou sua Emergência Cardioneurológica, em julho de 2021. Em seu primeiro ano, ela atendeu mais de seis mil pacientes, oferecendo uma estrutura completa para a assistência veloz das doenças cerebrovasculares, com equipe multidisciplinar capacitada, protocolos especializados e tecnologia de ponta.

Mãe de Deus realiza recanalização da veia porta com procedimento minimamente invasivo

A veia porta é responsável por levar entre 70% e 80% do sangue que chega ao fígado, trazendo os nutrientes que são absorvidos para metabolização no órgão. Por isso, qualquer interrupção no local traz grandes impactos para o organismo, podendo ser fatal. Em muitos casos, os tratamentos paliativos são os mais utilizados, por desconhecimento de uma técnica minimamente invasiva chamada recanalização da veia porta. O Hospital Mãe de Deus oferece esta alternativa capaz de solucionar este problema através do reestabelecimento do fluxo no local.