Hospital Mãe de Deus abre inscrições para o Conselho Consultivo de Pacientes e Familiares


Com o propósito de aprofundar ainda mais o conhecimento das necessidades e desejos de quem usa e frequenta a instituição, o Hospital Mãe de Deus abriu inscrições para o Conselho Consultivo de Pacientes e Familiares. Os 10 selecionados irão formar o terceiro grupo do conselho, iniciativa do Hospital deflagrada em 2015.

O Conselho realiza reuniões mensais presenciais durante um ano com duração média de 1 hora e 30 minutos. Nesses encontros, os conselheiros debatem com os gestores oportunidades e melhorias dos serviços, estruturas e processos do Hospital. As sugestões recebidas são avaliadas e podem ser colocadas em prática.

É o caso da inauguração da Galeria dos Guerreiros, no Serviço de Quimioterapia, com mensagens cheias de esperança de pacientes que enfrentaram o tratamento oncológico.

A adesão de novos integrantes do Conselho Consultivo de Pacientes e Familiares é uma ação voluntária. Os interessados deverão se inscrever pelo site da instituição até o dia 20 de agosto. Podem participar pacientes e familiares, com idade entre 18 e 90 anos.

O processo de seleção possui três etapas e a inscrição é a primeira delas. Mais detalhes serão divulgados para os participantes durante o processo seletivo.

Acesse aqui o formulário de inscrição

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Doulas e Parto Humanizado: Perguntas e Respostas

O que você entende por parto humanizado? Já ouviu falar? O parto humanizado prioriza a fisiologia do corpo da mulher e o desejo de vivenciar com autonomia o nascimento do bebê, utilizando recursos apenas quando solicitado pela mulher ou por necessidade, com base científica.