Epicondilite Lateral traz dor na região do cotovelo

Dr. Milton Bernardes Pignataro explica sobre o quadro conhecido como “tendinite do tenista”


O que uma dona de casa, um marceneiro e esportistas que utilizam raquetes têm em comum? Eles estão entre os principais acometidos pela Epicondilite Lateral. Apesar de ser conhecida como “tendinite do tenista”, ela atinge pessoas que realizam os mais diversos movimentos repetitivos com os punhos, como torcer panos e utilizar um martelo. Por isso, se você sente dor frequente no cotovelo é importante ficar atento e buscar atendimento médico especializado.

O epicôndilo lateral é uma das saliências ósseas presentes na parte inferior do úmero, onde alguns dos músculos do antebraço se originam. A doença é caracterizada pela inflamação da área próxima ao local de origem da musculatura, trazendo dor, especialmente, quando o paciente tenta fazer a extensão, firmar ou movimentar o punho. Redução de força e desconforto para realizar tarefas simples como pentear o cabelo, digitar, escrever ou durante um aperto de mão estão entre os principais sintomas.

O diagnóstico é feito através de testes clínicos, ressonância magnética ou ecografia. Já os tratamentos variam de acordo com a gravidade do problema, que pode até levar a uma ruptura muscular em diferentes estágios.

“Primeiramente, precisamos diminuir a agressão. Para isso, colocamos o paciente em repouso, evitando que ele dobre o punho, para que não force a área. Além disso, usamos gelo, anti-inflamatório, fisioterapia e infiltração de corticoides. A cirurgia é algo mais raro. O procedimento consiste na retirada da região com processo inflamatório, permitindo a regeneração da mesma”, explica o Ortopedista e Traumatologista do Corpo Clínico do Hospital Mãe de Deus Dr. Milton Bernardes Pignataro.

Para fugir desses incômodos, a dica é manter um bom tônus muscular, investir em alongamentos e manter um posicionamento adequado durante a realização do trabalho ou atividade.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Silvana Porto Alegre Schmidt
Fone: (51) 3213-8852
Celular: (51) 99992-4514
silvana.schmidt@aesc.org.br

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias