Emergência Cardioneurológica do Hospital Mãe de Deus lança leito especializado para atendimento de arritmias

As arritmias cardíacas são bastante comuns, acometendo desde idosos até pessoas jovens. Entre suas consequências mais graves está a morte súbita, que demanda uma assistência rápida e especializada para sua reversão. Para atender com ainda mais qualidade e agilidade esses casos, a Emergência Cardioneurológica do Hospital Mãe de Deus conta agora com um Leito do Núcleo de Arritmias.

Anteriormente, portadores da doença que fossem usuários de marcapassos, desfibriladores implantáveis,  ressincronizadores e monitores de eventos, que apresentassem algum evento adverso e precisassem de atendimento de urgência, tinham de aguardar a chegada de um técnico externo responsável pela medição e ajuste do item. Muitas vezes, esse processo demorava horas.

Agora, o HMD conta com aparelhos exclusivos na sua emergência para realizar essa programação e com um time de especialistas disponíveis 24 horas por dia (presencialmente ou online) para, em tempo real, fazer as leituras, os diagnósticos e os procedimentos de correção. Além disso, outra vantagem é a maior agilidade na realização de ressonâncias em pacientes com marcapassos, que também precisavam aguardar a chegada do profissional externo para prosseguir com o exame.

“Para trabalhar com esses equipamentos, você tem que ter três anos a mais de formação além da cardiologia. Agora, esses especialistas ficam disponível para orientar os plantonistas e, caso necessário, se deslocarem até a Instituição. Chegou com a arritmia? Imediatamente a gente vai conseguir avaliar e solucionar seu problema”, explica o cardiologista do Corpo Clínico do HMD, Dr. Eduardo Bartolomay.

A redução do tempo de espera traz diversas vantagens, aumentando o conforto e a qualidade assistencial. “Se tu esperar demais, o paciente pode sofrer uma arritmia maligna e, caso ela não seja detectada, pode gerar um evento tromboembólico e até a morte. Queremos detectar esses maus funcionamentos e realizar os ajustes o mais rapidamente possível, liberando o paciente do Hospital de forma mais veloz”, completa o cardiologista do Corpo Clínico do HMD, Dr. Cícero Baldin.

Saiba mais sobre as arritmias

As batidas do nosso coração possuem um ritmo específico que pode se desorganizar graças a alterações elétricas em seu funcionamento. Essa variação é conhecida como arritmia. Os sinais mais comuns são desmaios, tonturas, fraqueza, confusão mental e palpitações. Em alguns casos, não apresenta nenhum sintoma, o que é algo bastante perigoso, já que ela pode provocar até uma parada cardíaca.

A fibrilação atrial é a arritmia mais comum. Muito prevalente em idosos, ela demanda a realização de cardioversão por choque para seu controle, com equipamento disponível no Leito do Núcleo de Arritmias do HMD. As síncopes também estarão entre os pilares de atendimento da área, já que grande parte dos desmaios está ligada a problemas cardiovasculares e não neurológicos.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Emergência Cardioneurológica do Hospital Mãe de Deus completa um ano

Quando tempo é vida, contar com um fluxo de atendimento exclusivo, agilizando processos, pode fazer a diferença nos resultados alcançados. Com este objetivo o Hospital Mãe de Deus criou sua Emergência Cardioneurológica, em julho de 2021. Em seu primeiro ano, ela atendeu mais de seis mil pacientes, oferecendo uma estrutura completa para a assistência veloz das doenças cerebrovasculares, com equipe multidisciplinar capacitada, protocolos especializados e tecnologia de ponta.

Mãe de Deus realiza recanalização da veia porta com procedimento minimamente invasivo

A veia porta é responsável por levar entre 70% e 80% do sangue que chega ao fígado, trazendo os nutrientes que são absorvidos para metabolização no órgão. Por isso, qualquer interrupção no local traz grandes impactos para o organismo, podendo ser fatal. Em muitos casos, os tratamentos paliativos são os mais utilizados, por desconhecimento de uma técnica minimamente invasiva chamada recanalização da veia porta. O Hospital Mãe de Deus oferece esta alternativa capaz de solucionar este problema através do reestabelecimento do fluxo no local.