Dia Mundial de Combate à Osteoporose: atenção para a fragilidade óssea


O dia 20 de outubro é o dia mundial de combate à Osteoporose. É importante sensibilizar a população sobre esta doença silenciosa que é caraterizada pela fragilidade óssea e tem como desfecho mais importante a ocorrência de fraturas por traumas de baixo impacto.

As fraturas por osteoporose ocorrem mais frequentemente na coluna vertebral, punho e fêmur proximal. A baixa densidade mineral óssea (DMO), especialmente no fêmur proximal (quadril), é um forte preditor de fraturas, ou seja, o risco de fraturas é alto.

Esta doença silenciosa afeta principalmente as mulheres na pós menopausa e idosos (homens e mulheres), tendo elevada taxa de complicações. Mulheres acima dos 60 anos é o perfil mais frequentemente acometido, além de homens acima dos 70 anos. Por isso, tão importante falarmos sobre ela.

Alguns fatores de riscos relacionados a osteoporose e as fraturas são: idade, sexo feminino, etnia branca ou oriental, história prévia pessoal e familiar de fraturas, baixa densidade mineral óssea (DMO) do colo femoral, baixo índice de massa corporal, uso de glicocorticoides, tabagismo, ingestão abusiva de álcool, inatividade física e baixa ingestão de cálcio.

Uma dieta balanceada, rica em cálcio, além de atividades físicas periódicas supervisionadas, são fatores de proteção importantes na prevenção da Osteoporose. Estudos demostraram também o papel fundamental da vitamina D produzida na pele ou ingerida.  A combinação do cálcio e a vitamina D podem apresentar melhoras na DMO. Para mulheres acima de 50 anos é recomendado o consumo de cálcio preferencialmente por meio da dieta com o consumo de leite e derivados, porém em caso de impossibilidade de ingestão por meio nutricional, é recomendável a suplemento de cálcio após a avaliação com a equipe médica assistente.

Segundo o Dr. Marcos Paulo, traumatologista do Hospital Mãe de Deus, “um atendimento multiprofissional especializado com foco em prevenir, diagnosticar, acompanhar, e se necessário tratar, é fundamental. A osteoporose tem tratamento e seu principal objetivo é a prevenção das fraturas.” O Hospital Mãe de Deus está atento a esta doença e dispõe de uma equipe altamente qualificada para acompanhar este paciente da prevenção ao tratamento.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

A vitória do pequeno guerreiro Miguel

O pequeno Miguel nasceu com 655 gramas e medindo 34 cm. Foram 96 dias de angústia para os papais Bianca e Jhonatan vendo-o lutar por sua vida a cada segundo. Os dias foram passando, diversas batalhas foram travadas e o “guerreiro Miguel” foi vencendo cada uma delas até, finalmente, receber alta. Para comemorar esse momento tão emocionante, toda equipe da Maternidade se reuniu e celebrou a alta dele.

Hospital Mãe de Deus marca presença no ASCO GU 2024

Manter-se atualizado diante das inovações tecnológicas de qualquer área é algo essencial para garantir o melhor serviço. E é por isso que o HMD, na figura do Coordenador do Centro Integrado de Oncologia do HMD, Dr. Alan Azambuja, esteve presente no ASCO GU 2024, congresso de maior visibilidade e atualização em Uro-Oncologia.

Limpeza de fachada do Hospital Mãe de Deus

Estamos efetuando a limpeza das fachadas do Hospital Mãe de Deus, incluindo os prédios das ruas José de Alencar, Costa e Grão Pará. O procedimento contará com uma equipe de alpinistas certificados que realizarão hidrojateamento e aplicação de produtos especializados.