CUIDADOS PALIATIVOS: PACIENTE NO CENTRO DO CUIDADO

 

Evidências mostram que ter o acompanhamento de uma equipe de Cuidados Paliativos pode aumentar a sobrevida dos pacientes, além de melhorar a sua qualidade. Pensando nisso, o Hospital Mãe de Deus conta com uma equipe multiprofissional especializada. “O objetivo do cuidado é a prevenção e o alívio de sintomas físicos, sociais, espirituais e psicológicos. Nossa abordagem não é focada somente na doença, e sim realizamos uma avaliação ampla da pessoa. Trabalhamos em conjunto com os médicos especialistas”, destaca Dra. Paula Leite Dutra, Clínica Médica, que possui pós-graduação em Cuidados Paliativos realizada no Hospital Israelita Albert Einsten, São Paulo.

Para identificar pacientes com indicação de acompanhamento, a equipe criou um protocolo. Através da utilização da Pergunta Surpresa “Eu me surpreenderia se este paciente falecesse no próximo ano?”, identificam-se os pacientes com pior prognóstico e com necessidade de cuidados paliativos. A pergunta é realizada pela enfermeira da unidade de internação ou pelo médico rotineiro da UTI, após é oferecido ao médico assistente o suporte dos cuidados paliativos.

A equipe de Cuidados Paliativos contribui para um melhor tratamento dos pacientes com doenças graves, com sintomas de difícil controle ou casos com conflitos familiares. “Para aqueles pacientes que estão em tratamento com muitos médicos, podemos auxiliar na comunicação entre a família ou inter-equipes. Também contamos com suporte de outros profissionais, como psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, entre outros. Esses profissionais têm um olhar diferenciado para os desejos e as preferências dos pacientes, preservando sua autonomia, inclusive no final de vida”, enfatiza.

Além do atendimento hospitalar, a equipe possui atendimento ambulatorial. Dra. Paula Leite Dutra e Dra. Estefânia Mocelin estão à frente da equipe multidisciplinar de Cuidados Paliativos.

 

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Fabíola Bach – Assessoria de Imprensa
Celular: (51) 99952-1462
fabiolaback29@gmail.com

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

Ciclone Extratropical: Área de acesso ao Espaço Azul é transferida

Com a aproximação do ciclone extratropical que está previsto para atingir o Rio Grande do Sul a partir de hoje (17/05), o Hospital Mãe de Deus está se preparando para o enfretamento dos possíveis impactos do evento.
Para isso, a entrada do Espaço Azul – área exclusiva para pacientes com sintomas gripais será transferida para o Acesso 2 do Hospital, junto à Emergência.

Alta prevalência e sintomas silenciosos são alertas para a hipertensão

Uma doença silenciosa, presente em 25% da população adulta,. Essa é a hipertensão. Por sua alta prevalência e possíveis consequências graves, o diagnóstico precoce, o tratamento adequado e a prevenção são essenciais. Para marcar o Dia Mundial da Hipertensão (17/05). preparamos uma material especial com as principais informações sobre esse tema. 

Conheça o papel do assistente social dentro de um hospital

Você sabe qual o papel do assistente social dentro de um hospital? Eles são responsáveis por buscar defender os direitos dos pacientes, através de um processo de acolhimento, escuta sensível, construção e fortalecimento de vínculos. Conheça mais sobre a atuação e importância deles dentro desses espaços.

HMD é pioneiro no uso de técnica para desobstrução de artérias com laser no Estado

A obstrução de artérias é um problema cada vez mais frequente entre a população, podendo trazer graves consequências, como o infarto e o acidente vascular cerebral. Para atender esses casos, o Hospital Mãe de Deus conta agora com uma nova tecnologia: o laser. O HMD é a primeira instituição do Rio Grande do Sul a utilizar essa técnica e o pioneiro no Brasil na realização do procedimento guiado via Tomografia de Coerência Ótica (OCT).