COMUNICADO OFICIAL


A Gestão do Hospital Mãe de Deus comunica, de forma a manter sua conduta de transparência, especialmente em um momento de extrema relevância em se tratando do tema Covid-19, sua resposta frente a denúncia anônima na página do Facebook Porto Alegre 24 Horas, sobre a situação de funcionários infectados.

Cabe ressaltar que mesmo antes de termos a confirmação de casos da doença no Estado, o Hospital formou o Comitê Covid-19, com a participação da diretoria e profissionais de diversas áreas, que vem trabalhando em várias frentes, como: padronização do uso de EPIs, elaboração de novos protocolos de fluxo de pacientes, definição de áreas e profissionais exclusivos para este atendimento, ações de cuidado aos funcionários com a disponibilização de um ambulatório para atendimento de suas equipes, entre outras. Esse comitê se reúne com frequência para atualização dos planos de ação e linhas de tratamento, sempre guiadas pelas diretrizes da Vigilância Sanitária e Ministério da Saúde. Todas as ações possuem a chancela da área de Qualidade e Segurança da Instituição, formada por enfermeiros e médica infectologista, extremamente qualificados.

Atualmente, dos cerca de 2000 funcionários de nossa Instituição, 50 encontram-se afastados, sendo 19 destes com o status positivo para a Covid-19, e nenhum está internado. Ressaltamos abaixo todas as iniciativas que estão em prática para proporcionar agilidade nos cuidados aos profissionais da instituição, visto que o compromisso institucional é com a segurança de todos, incluindo funcionários e pacientes.

Atendimento ambulatorial: todos os funcionários que apresentam sintomas gripais possuem a orientação de buscar atendimento no Ambulatório exclusivo para atendimento de síndromes gripais. No local, havendo indicação do médico, o funcionário realiza o teste de PCR, prática realizada desde o início do Protocolo Covid-19 (final de março). Após, é encaminhado para aguardar o resultado em casa. Durante este período, é acompanhado pelo Serviço de Engenharia e Segurança do Trabalho (SESMT), que sinaliza sobre a possibilidade de retorno ao trabalho. Os funcionários que testam positivo para COVID-19 só retornam ao trabalho após o período mínimo de 14 dias de afastamento e avaliação do médico do trabalho. Além disto, é realizado um mapeamento de colegas assintomáticos que tiveram contato com o funcionário positivado, onde estes recebem orientações de medidas de segurança que devem ser seguidas no local de trabalho e no domicílio durante 14 dias após o último contato com o caso positivo, sendo coletado exame sorológico após este período.

Triagem ativa: todos os gestores são orientados a realizarem, diariamente, uma triagem ativa em seus funcionários, de forma a identificar precocemente sintomas gripais, principalmente os leves. Havendo alguma sinalização positiva, o mesmo deve encaminhar o funcionário para atendimento no Ambulatório exclusivo de síndromes gripais. Não é priorizada a medição de temperatura, pois, além de em muitos casos a febre não ser um sintoma presente, ela tende a aparecer entre 24 horas e 48 horas após os primeiros sintomas – estes, alvo da identificação da triagem ativa.

Brigada Covid-19: para garantir uma maior conscientização sobre o comportamento dos funcionários nas diferentes áreas do Hospital, foi estruturada a Brigada Covid-19. É um time de funcionários designados para percorrer diariamente, em diferentes horários, os setores e espaços de convivência, de forma a fiscalizar e orientar para um comportamento mais seguro de todos. A partir da avaliação de cada visita, a área/espaço recebe uma sinalização (bandeira de diferentes cores), que atestam o nível de cuidado. A medida tem contribuído para que os funcionários aumentem seus cuidados no dia a dia nas dependências da instituição.

Atendimento psicológico: os funcionários têm a possibilidade de agendamento de consultas de apoio emocional, com os psicólogos do Hospital. O time de psicologia também realiza visitas rotineiras nas áreas e, identificando algum funcionário que necessite uma atenção maior, é encaminhado para uma conversa em particular.

Material educativo: por meio da plataforma de comunicação interna, são disponibilizados, frequentemente, todos os protocolos Covid-19, vídeos com orientações de uso de EPIs, lavagem de mãos, entre outras orientações importantes para uma prática profissional segura. Também são realizados treinamentos in loco, em pequenos grupos, para garantir, na prática, o reforço das práticas de segurança.

O Hospital Mãe de Deus reforça seu compromisso com a saúde das pessoas, principalmente, de seus funcionários, e garante que está tomando todas as providências cabíveis para minimizar a proliferação deste vírus que o mundo todo está lutando para combater. Como reforço deste compromisso institucional, ressaltamos nossa transparência a todos os órgãos legais (Vigilância Sanitária, Ministério e Secretarias de Saúde, Ministério Público do Trabalho, Conselhos e Sindicatos de Classe), fornecendo informações e fatos periodicamente que comprovam as iniciativas que promovem a segurança dos funcionários.

Reforçamos que, para todo e qualquer esclarecimento sobre as iniciativas do Hospital, a área de Comunicação Corporativa da Associação Educadora São Carlos – mantenedora do Hospital, segue à disposição.

Emergência

24 HORAS

Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
TRAUMATOLOGIA
Tempo médio para atendimento
*Tempo para atendimento médico após abertura do boletim.
*Unidade Av. José de Alencar, 286.

PARA VOCÊ

CENTRAL DE ATENDIMENTO

TELEMEDICINA, AGENDAMENTOS, CONSULTAS E EXAMES​

Sala de imprensa

Silvana Porto Alegre Schmidt
Fone: (51) 3213-8852
Celular: (51) 99992-4514
silvana.schmidt@aesc.org.br

TODAS AS NOTÍCIAS:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais notícias

SAE: uma nova era para a enfermagem

Com o objetivo de padronizar todos os processos de cuidado que envolvam a assistência de Enfermagem o SAE permite visualizar, de maneira digital, o histórico da jornada do paciente dentro da instituição, desde a coleta de dados a avaliação, permitindo acompanhar a evolução do cuidado que está sendo prestado.