Considerado uma doença erradicada no Brasil desde 2016, o sarampo volta a preocupar devido à ocorrência de um surto no Norte do país. Para proteger a população e evitar que a doença se alastre novamente, a vacinação é a melhor alternativa. O Ministério da Saúde alerta para a importância de tomar a tríplice viral, vacina que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola. A tríplice viral é uma das 14 vacinas oferecidas de graça pelo Programa Nacional de Imunizações e deve ser tomada na infância e em duas doses, a primeira com 12 meses e a segunda com 15 meses. Na segunda dose, a vacina recebe um reforço contra uma quarta doença, a varicela, infecção viral altamente contagiosa que causa a catapora.

Segundo o gestor médico do Serviço de Controle de Infecção do Hospital Mãe de Deus, Dr. Gabriel Narvaez, no caso dos adultos, a orientação para os nascidos após 1957 é para que façam uma dose da vacina tríplice viral (MMR). Já as pessoas que trabalham na área da saúde devem fazer duas doses, com intervalo de quatro semanas, independentemente da idade.