MEDICINA NUCLEAR

A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que emprega materiais radioativos com finalidade diagnóstica e terapêutica.

O exame de diagnóstico por imagem realizado pela medicina nuclear é também chamado de cintilografia e constitui um método de imagem não invasivo, obtido após a administração de pequenas doses de radiofármaco, por via intravenosa, via oral ou via inalatória, de acordo com a indicação do exame. Ao contrário das técnicas de imagem convencionais como radiografia, tomografia computadorizada, ultrassom ou ressonância magnética, a medicina nuclear tem como base a análise funcional de órgãos e sistemas.

Os radiofármacos utilizados nas cintilografias emitem radiação gama sendo o Tecnécio-99m o isótopo utilizado para marcação da maioria dos fármacos. Sua meia-vida é de 6 horas, mas o tempo de permanência no corpo do paciente é ainda mais reduzido, considerando-se a concomitante eliminação do radiofármaco pela urina. O método é seguro, indolor, não suscita reações alérgicas e não há necessidade de restrição de contato com outras pessoas.

Nas aplicações diagnósticas, a distribuição do radiofármaco no corpo do paciente é conhecida a partir de imagens bidimensionais (planares) ou tomográficas (SPECT), geradas em um equipamento denominado gama-câmara cintilográfica.


Recentemente, o Hospital Mãe de Deus adquiriu uma nova gama-câmara cintilográfica chamada Discovery NM 630 que gera imagens de excelente qualidade com a utilização de pequenas doses de radiofármaco e duração reduzida de exame se comprado aos equipamentos convencionais

Equipamento de Medicina Nuclear DISCOVERY 630

Equipamento de Medicina Nuclear DISCOVERY 630

.

CINTILOGRAFIAS REALIZADAS

  • Cintilografia miocárdica de estresse e repouso
  • Cintilografia miocárdica para pesquisa de viabilidade
  • Cintilografia óssea de corpo total e com SPECT
  • Cintilografia com Gálio-67
  • Cintilografia com MIBG-I131
  • Cintilografia de perfusão cerebral
  • Cintilografia cerebral para avaliação de transportador dopaminérgico com TRODAT
  • Cintilografia com análogo da somatostatina (octreoscan)
  • Cintilografia renal com DMSA
  • Cintilografia renal com DTPA (basal, com lasix e pós-captopril)
  • Cistografia radioisotópica direta e indireta
  • Cintilografia da tireoide
  • Cintilografia testicular
  • Cintilografia de paratireóides
  • Cintilografia pulmonar perfusional e inalatória
  • Cintilografia de pool-hepático com MAA
  • Cintilografia hepato-esplênica e hepato-biliar
  • Cintilografia para pesquisa de sangramento digestivo ativo e não ativo
  • Cintilografia para pesquisa de mucosa gástrica ectópica
  • Cintilografia de trânsito esofágico
  • Cintilografia de esvaziamento gástrico
  • Cintilografia para pesquisa de refluxo gastro-esofágico
  • Cintilografia de glândulas salivares
  • Dacriocintilografia
  • Linfocintilografia de membros inferiores e superiores
  • Linfocintilografia para pesquisa de linfonodo sentinela
  • Localização radioguiada de lesão oculta da mama (ROLL)
  • Rastreamento corporal total com Iodo-131

TRATAMENTOS RADIOSIOTÓPICOS

Radioisótopos que emitem radiação Alfa ou Beta podem ser usados com finalidade terapêutica, como nos casos do Iodo-131, usado pra tratamento de hipertireoidismo ou após tireoidectomia por câncer de tireoide, do Lutécio-177, para neoplasia neuroendócrinas, do Yttrium-90, para radiosinoviortese, e do Samário-153, para terapia da dor óssea.

Recentemente o Hospital Mãe de Deus firmou uma sólida parceria com a Bayer para a utilização de Radium-223 (Xofigo) no tratamento de metástases ósseas em pacientes com câncer de próstata resistente à castração, sendo Hospital referência neste tipo de procedimento.

PET-CT

O PET-CT, ou Tomografia por emissão de pósitrons, é um exame não invasivo dos mais sofisticados, acurados e completos. Sua tecnologia une os recursos diagnósticos da Medicina Nuclear (PET) e da Radiologia (CT) em um mesmo estudo. Ele fornece informações imprescindíveis sobre a função e o potencial evolutivo maligno das lesões através de uma sobreposição de imagens metabólicas e anatômicas, adquirindo-se assim, imagens de corpo inteiro capazes de revelar precocemente lesões malignas, frequentemente não detectadas por outras modalidades de imagens convencionais, como a tomografia computadorizada, ressonância magnética, ultrassom e Raio X.

O serviço de PET-CT do Hospital Mãe de Deus foi pioneiro no Estado com a instalação de um equipamento em 2009, e em dezembro de 2016 ultrapassou 15.000 exames realizados, o que proporciona uma elevada experiência da equipe técnica e precisão diagnóstica nos resultados alcançados.

Atento aos avanços mundiais em diagnóstico e tratamento, o Hospital do Câncer Mãe de Deus é o primeiro hospital da América Latina a adquirir a nova geração de PET-CT, o Discovery IQ produzido pela GE, em sua configuração mais alta, ou seja, a mais avançada, num investimento de aproximadamente R$ 6 milhões. 

Equipamento de PET/CT DISCOVERY IQ com Sistema 4D

As inovações do equipamento permitem a integração com o planejamento do tratamento radioterapico de forma ainda mais precisa e a realização de estudos 4D, que captam a imagem com o sincronismo respiratório, o que aumenta a precisão do planejamento da radioterapia principalmente para pacientes com lesões no tórax.

Equipamento de PET/CT DISCOVERY IQ com Sistema 4D


O equipamento representa um up grade no parque tecnológico do Sistema de Saúde Mãe de Deus, considerado o maior serviço de PET-CT do Estado e responsável por mais da metade desses exames feitos no Rio Grande do Sul. A aquisição integra o plano do Hospital do Câncer Mãe de Deus de ser o centro de excelência no tratamento da doença e faz parte da sua implantação. A instituição receberá um investimento total de R$ 70 milhões e tem previsão de estar concluída em 2018.

O exame de PET/CT é muito importante para o paciente com câncer indicado para o diagnostico, para determinar a extensão da doença e para avaliação da resposta ao tratamento e por isso a necessidade de imagens com alta qualidade diagnóstica. O equipamento Discovery IQ gera imagens com alta densidade de informação (sensibilidade) e definição, aumenta a velocidade da aquisição das imagens e contribui para reduzir a dose de radiação à qual os pacientes são expostos em até 50%. Dessa forma, O Discovery IQ fornece um exame de PET-CT da mais alta qualidade com a menor dose de radiação possível. Entre outros avanços, o Discovery IQ possui cristais detectores adicionais que tornam seu campo de visão maior do que os demais equipamentos do mercado, proporcionando mais conforto ao paciente porque tornam o exame mais rápido além de aumentar a sua sensibilidade.

As mesmas tecnologias que melhoram a qualidade da imagem e a quantificação das lesões também reduzem drasticamente a necessidade de dose de radiação, conforme o caso. A Dra. Clarice Sprinz, médica especialista em Medicina Nuclear e gestora responsável pelo Serviço de Medicina Nuclear e PET-CT, destaca que, aliado a esses avanços, o hospital conta com uma equipe técnica altamente qualificada com formação nos melhores centros de imagem molecular dos Estados Unidos.

Diferenciais

O Hospital Mãe de Deus é o primeiro hospital no país a adquirir o equipamento de maior sensibilidade(*) da America Latina e o segundo equipamento com a maior sensibilidade do mundo, o novo PET-CT LG Discovery IQ com 5 anéis, que possibilita:

  • Uma melhor integração com o planejamento de radioterapia do paciente através exames em 4D
  • A obtenção de imagens de alta densidade de informação diagnóstica em menor tempo do que os equipamentos convencionais
  • Os exames são mais confortáveis, mais precisos, rápidos e com menor exposição de radiaçã

(*) a sensibilidade do equipamento de PET é determinada através dos testes de performance do equipamento realizados logo após a sua instalação, também conhecido por Teste de Performance NEMA que possibilita a comparação da performance dos equipamentos entre diferentes modelos e fabricantes.

Exames de PET/CT

  • PET/CT Oncológico com Fluor-18-FDG

O PET/CT é uma ferramenta de grande importância no diagnóstico, terapia e monitoração do tratamento de pacientes com câncer, sendo suas imagens utilizadas inclusive para guiar o planejamento radioterápico destes pacientes. As principais indicações são : diagnóstico oncológico, monitoração da resposta terapêutica e avaliação da extensão da doença.

  • PET/CT Neurológico com Fluor-18-FDG

O estudo de PET/CT Neurológico visa a compreensão de procesos metabólicos associados a várias doenças neurológicas como Alzeimer, Parkinson e epilepsia possibilitando a identificação e localização das regiões do cérebro atingidas. Além disto, ainda é possível dispor de todos os benefícios já mencionados no diagnóstico e estadiamento de tumores. Além do estudo qualitativo, realiza-se a quantificação das regiões do cérebro através um software neurológico que possibilita a identificação mais precisa das áreas de maior ou menor metabolismo cerebral.

  • PET/CT Ósseo com Fluor-18-Fluoreto

Os estudos de PET/CT Ósseo são de grande importância na detecção de tumores e metástases ósseas, na diferenciação de lesões malignas e benignas e na monitoração do tratamento em pacientes com câncer, além disto possibilita a localização anatômica precisa destes achados.

EQUIPE MÉDICA E MULTIDISCIPLINAR DO PET/CT

Coordenadora Médica

  • Dra. Clarice Sprinz, médica especialista em medicina nuclear e radiologia do tórax, gestora responsável pelo serviço de Medicina Nuclear e PET/CT.

Medicina Nuclear

  • Dra. Clarice Sprinz.
  • Dra Ana Amélia Oliveira Raupp, médica especialista em medicina nuclear.
  • Dr. Rafael Bacha Berti, médico especialista em medicina nuclear.

Radiologia

  • Dra. Candice E. S. Santos, radiologista especialista em radiologia do tórax.
  • Dr. Henrique Rodrigues de Abreu, radiologista especialista em radiologia do abdome.
  • Dr. Thiago Krieger Bento da Silva, radiologista especialista em radiologia do tórax.
  • Dr. Túlio Becker Hainzenreder, radiologista especialista em neuroradiologia.

Física Médica

  • Física Médica Luciane Guerra Boanova, Física Médica especialista em medicina nuclear e Supervisora de Radioproteção responsável pelo serviço de Medicina Nuclear e PET/CT.

Enfermagem

  • Enfermeira Karina Bitencourt dos Santos, enfermeira do serviço de Medicina Nuclear e PET/CT.

CONTRAINDICAÇÕES

O 18 F-FDG, substância injetada no paciente para a realização do exame, não causa nenhum tipo de efeito colateral e pode ser utilizado inclusive em pacientes diabéticos, desde que seguidas as devidas orientações. Em caso de gravidez, a relação custo- benefício deve ser discutida com o médico do paciente. Em caso de lactantes, a amamentação deve ser suspensa até 24 horas após o exame. Nos colocamos à disposição para ajudar.

PROCEDIMENTO DO EXAME DE PET/CT

Como é o exame?

O paciente deve chegar no horário combinado (confirmado pela recepção do Serviço de PET-CT na véspera do exame), irá trocar de roupa, ser pesado e medido. Receberá uma injeção da substância FDG-F18, que não possui efeito colateral, e ficará em repouso sozinho em uma sala sem estimulo visual e auditivo por 01 hora (não poderá ler ou conversar).

Então, o paciente receberá 04 copos de contraste via oral e passada 01 hora deve esvaziar a bexiga para a realização do exame. O paciente é posicionado confortavelmente na sala de estudos do PET CT para a obtenção das imagens de corpo inteiro, que duram em média 10 minutos, dependendo do tipo do exame realizado e deve aguardar a liberação médica, pois poderão ser solicitadas novas imagens para maior precisão do laudo. Após a liberação o paciente não tem restrição alguma. O laudo estará pronto em 48 horas úteis e disponível no setor de entrega de exames.

Orientações

Todos os pacientes recebem uma listagem de orientações que devem ser seguidas para a plena realização do exame, confira abaixo algumas delas:

  • Não fazer exercícios extenuantes 1 dia antes do exame;
  • Não suspender as medicações que eventualmente estiver usando;
  • Não é possível realizar nenhum outro exame no mesmo dia do estudo de PET/CT;
  • Na véspera do exame a recepção entrará em contato com o paciente para confirmar o horário em que o mesmo deverá chegar ao serviço de Medicina Nuclear e PET/CT, sem atrasos devido à estabilidade da dose. Não é necessário chegar antes do horário determinado;
  • A duração do exame é de aproximadamente 03 horas, podendo ser necessário uma permanência maior no hospital de até 06 horas;
  • Pacientes menores de 18 anos: o exame somente será realizado mediante a presença de um acompanhante maior de 18 anos;
  • Exame não pode ser realizado em gestantes ou com suspeita de gravidez ou amamentando;
  • Iniciar a dieta sem açúcar e carboidratos 24 horas antes do estudo de PET/CT;
  • Caso o paciente realize alguma viagem ao exterior em até 48 horas após a realização do exame, informar à equipe técnica para que as devidas orientações sejam fornecidas.
  • Paciente diabético, que faça uso de medicações via oral para, deverá ingerir suas medicações na noite anterior ao exame, no dia do exame deverá suspender o uso das medicações via oral para o diabetes;
  • Paciente diabético, que faz uso de insulina:
    • Manter a glicose controlada durante uma semana antes do exame.
    • Não usar insulina ou outras medicações para a diabetes no dia do exame. Você pode baixar as orientações completas para a realização do exame PET-CT Oncológico e a dieta recomendada:

 

Em caso de dúvidas, consulte-nos:

Enfª. Karina Bitencourt dos Santos – Telefone: 3230-6293 ou 6290
Email: karina.dossantos@maededeus.com.br

Peguntas Frequentes

Esse tipo de exame não gera restrição de contato com outras pessoas.  A medicina nuclear pode também definir o tipo e extensão do câncer no organismo, o que irá ajudar o oncologista na decisão sobre a conduta terapêutica mais adequada para cada caso (terapia alvo). Ela também pode ser usada no tratamento de diversas doenças, incluindo artrites, hipertireoidismo e o câncer de tireoide.

Para realização dos estudos de medicina nuclear, são utilizadas quantidades muito pequenas de material radioativo, o suficiente para realização de um exame acurado com a mínima exposição do paciente à radiação. Os exames são indolores e seguros.

É extremamente rara a ocorrência de reações alérgicas induzidas pelos radiofármacos, mesmo as do tipo mais leve.

É uma técnica de diagnóstico por imagem que permite a visualização de alterações metabólicas do organismo (PET – tomografia por emissão de pósitrons) em conjunto com informações anatômicas (CT – tomografia computadorizada), forma um equipamento híbrido. A técnica é altamente sensível e largamente utilizada por áreas como a neurologia e a oncologia. Através de um exame de corpo inteiro, permite-se a visualização do metabolismo completo do paciente. Geralmente é utilizado para avaliar se o plano de tratamento de um paciente está gerando efeito desejado pelo médico, devido a sua precisão.

Sistema de saúde Mãe de Deus

Porto Alegre

Outras Cidades