Encontre Especialidades

Patologia

Na prática médica, Patologia é a especialidade que se dedica ao diagnóstico de doenças e lesões através do exame direto de células, tecidos e órgãos. Assim, patologistas e citologistas são médicos que trabalham como consultores de clínicos e cirurgiões, fornecendo diagnóstico e outras informações importantes para a escolha do tratamento e avaliação do prognóstico.

Saiba Mais:

Sociedade Brasileira de Patologia

www.sbp.org.br

São vários os exames e os métodos utilizados com a finalidade de identificar, tanto doenças benignas ou malignas, como a ausência de doença. Os mais conhecidos são o exame citopatológico e o anatomopatológico.

O citologista examina células colhidas de diferentes órgãos, em busca de alterações que permitam o diagnóstico, sendo a finalidade mais frequente a procura por células malignas.

O exemplo mais comum de exame citopatológico é o chamado preventivo de câncer, para o qual o ginecologista colhe material da superfície do colo uterino e o remete ao laboratório. O resultado poderá ser a ausência de alterações, presença de células malignas ou, ainda, presença de alterações precursoras de câncer, cujo tratamento evita o surgimento da doença.

Já o exame anatomopatológico visa o diagnóstico através da análise microscópica de pequenos fragmentos de tecido obtidos por biópsia, bem como pela avaliação macroscópica e microscópica de tecidos e órgãos de peças cirúrgicas.

O procedimento conhecido como biópsia compreende a obtenção de pequenos fragmentos de tecido por diferentes métodos (endoscopias, punções por agulha, incisões com bisturi, etc.). O diagnóstico através de material de biópsia traz a enorme vantagem de um procedimento menos invasivo, rápido e de fácil recuperação.

Por outro lado, o exame de pequenas e grandes peças cirúrgicas permite, além do diagnóstico, informações sobre a extensão da doença, comprometimento de órgãos adjacentes, presença ou ausência de metástases e adequação da ressecção cirúrgica.

Também faz parte da rotina anatomopatológica o exame transoperatório de congelação, que é realizado durante a cirurgia, para definir se uma lesão é benigna ou maligna, ou se foi inteiramente ressecada, ditando a conduta do cirurgião durante o ato operatório.

Qualquer que seja o método empregado é fundamental considerar que, embora haja situações em que a interpretação é objetiva e direta, em outras, não raramente, o diagnóstico patológico é fruto de trabalho dedutivo, exigindo correlação com informações clínicas, incluindo exames laboratoriais e de imagem, que devem sempre ser fornecidos ao Laboratório de Patologia e Citologia.

Equipe Médica

  • Dr. Geraldo Resin Geyer
  • Dr. João Carlos Prolla
  • Dr. Eduardo Lahude Lima
  • Dr. André Cartel
  • Dra. Juliana Castanho

Centro Clínico Mãe de Deus

Laboratório Mãe de Deus

Rua Costa, 30 - Menino Deus
Subsolo - sala 3
Porto Alegre, RS
Telefone: (51) 3230.2644

Horário de atendimento
De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
Aos sábados, das 8h às 12h.

Hospital Mãe de Deus

Rua José de Alencar, 286 - Menino Deus
Área Técnica – 2º andar
Porto Alegre, RS
Telefone: (51) 3230.6018